Espiritualidade é Expandir a Consciência Cada Dia Um Pouco Mais.

Leve a Espiritualidade para os Seus Negócios e você verá os seus resultados financeiros melhorando a cada dia
e verá também a sua vida se tornando cada dia mais fácil, mais leve, mais fluída.

Descubra como o Marketing Espiritual levará você
ao CRESCIMENTO PROFISSIONAL

nos PRÓXIMOS 6 meses!


 

Envie um WhatsApp AgoraClique na imagem do WhatsApp e envie uma mensagem. É simples, fácil, e com apenas um click você pode enviar sua mensagem diretamente para o meu WhatsApp.


O Preço do Dinheiro

Coach BhiaBeatriz      quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Compartilhe esta página com seus amigos
Este artigo não é sobre o preço das ações na bolsa de valores... é sobre os seus valores internos, é sobre suas ações e, principalmente, sobre o preço do seu dinheiro.
 
São os seus valores internos que impulsionam suas ações, você sabendo disto ou não.
 
E as ações que você faz criam a sua realidade, seja de riqueza ou de pobreza.
 
As pessoas ricas são aquelas que fazem boas negociações e pagam um preço justo pelo seu dinheiro.
 
E você... Quanto você PAGA pelo seu DINHEIRO?
Não estou falando do preço das ações na bolsa de valores mas qual o preço que você paga para TER o seu dinheiro.
 
 

Você conhece o leilão da nota de vinte dólares?

O óbvio seria ninguém apostar mais que vinte dólares em uma nota de vinte dólares, mas as pessoas apostam... porque vencer a outra pessoa e ganhar o leilão é mais importante do que ser racional e o ganhador do leilão, movido por este sentimento, vai até o final na disputa.
Eu assisti um destes leilões de uma nota de vinte dólares que foi vendida por vinte e oito dólares.

Quantas vezes pagamos mais que vinte dólares por uma nota de vinte dólares?

Isto pode parecer estranho no primeiro momento, mas quando olhamos com atenção para o que estamos fazendo com nossas vidas e colocamos no papel o preço que estamos pagando pelo dinheiro que recebemos em troca nas nossas negociações, isto fica muito mais claro. 
 
Quanto uma pessoa gasta para recuperar sua saúde porque está infeliz com o trabalho que faz mas tem um bom salário?
Quanto uma pessoa paga todos os meses para manter uma empresa que não dá mais lucro?
Quanto custa manter um funcionário que não serve para a empresa apenas porque a demissão dele ficará muito cara?

Qual o preço do seu dinheiro? Quanto você paga por uma nota de vinte?

O dinheiro é uma energia de troca e por uma nota de R$ 20,00 eu posso estar trocando algo que vale muito mais que R$ 20,00 ou por algo que vale muito menos que R$ 20,00...
Uma boa negociação é aquela que dá em troca do dinheiro o seu valor equivalente.
 
O propósito deste artigo é mostrar que o dinheiro é uma energia de troca.
Em troca da energia do dinheiro você pode entregar serviços, produtos ou bens materiais... seja o que for que você está dando em troca para obter a energia do dinheiro, perceba que "o que você está dando em troca, de verdade, é o seu tempo".
 
 
E quando as pessoas dizem que tempo é dinheiro o que significa é que... quando você está trocando o seu tempo por dinheiro você está entregando um bem irrecuperável que é o tempo.

Pense nisto!

Tempo não é esta contagem de um dia, um ano, uma década, um século, não é isso, não é quantos anos você já viveu, não é o que você vai fazer com as 24 horas do seu dia...

O tempo é VIDA.

De nada adianta ter tempo se não houver vida em você, se não houver energia vital.

E vida não se limita só ao sopro, não é só respirar... o sopro é a essência da vida, mas para aproveitar o sopro da vida é preciso fazer bom uso do tempo. Quem faz um ótimo uso do tempo vai saber trocar seu tempo por dinheiro de forma inteligente, pois o dinheiro é uma necessidade da vida na terra.
 
Pense numa pessoa que recebe um salário x no final do mês. Ela sai de casa e vai para seu local de trabalho e fica presa naquele ambiente sabendo que no final de 30 dias vai receber o valor em dinheiro que combinou trocar pelo tempo que estará naquele local executando um determinado serviço.
 
Se esta pessoa está sendo bem remunerada e gosta do trabalho que faz porque ele está de acordo com o seu propósito de vida, então o preço do dinheiro nesta negociação está equilibrado, ela está pagando um preço justo em troca do dinheiro que recebe.
 
Agora, se estar empregada para esta pessoa é uma tortura porque ela tem uma mente empreendedora, quer colocar seus projetos no ar, sabe que pode ir mais longe, sabe que pode criar um produto e depois ficar vendendo este produto várias vezes, ou ela quer mais tempo livre para acompanhar o crescimento dos filhos ou ter mais liberdade de horários, ou qualquer outro desejo que não é coerente com a carga horária exigida neste emprego, então a negociação que esta pessoa fez é prejudicial para ela porque, neste caso, ela estará pagando um preço muito alto pelo seu dinheiro.
 
Vamos pegar um exemplo de duas pessoas que estão na mesma situação. São muito bem remuneradas, ambas ganham R$ 10mil por mês, um salário que atualmente no nosso país não é tão fácil de ter, elas recebem R$10mil por mês e trabalham 8 horas por dia num trabalho que gostam, um trabalho que está alinhado com o propósito de vida de cada uma delas.
 
A situação é igual, duas pessoas que tem a mesma profissão, pode ser até na mesma empresa, as duas tem as mesmas condições e as duas gostam do trabalho que fazem.

Vamos analisar o caso das duas.

Uma delas vou chamar de pessoa A e a outra vou chamar de pessoa B só para facilitar o exemplo.

A pessoa A tem uma mente de empregado, para se sentir bem, para se sentir segura, ela precisa estar dentro de uma empresa e ter um contrato formal. Esta negociação que ela fez se encaixa muito bem para ela e ela está vivendo muito bem.

A pessoa B tem uma mente empreendedora, tem mil ideias, cria produtos, enxerga oportunidades, está sempre criando coisas novas e sabe que ela, com toda certeza, pode faturar muito mais de R$ 10mil por mês desde que saiba se lançar como empreendedora, desde que saiba colocar os produtos dela no mercado e vender seus produtos de maneira correta e assertiva.
 
Qual destas pessoas está fazendo a melhor negociação?
 
A pessoa B está pagando um preço altíssimo pelos R$ 10mil que ela recebe. Ela está pagando com a saúde porque vai ficar infeliz, por mais que ela ame o trabalho que faz, por mais que o dinheiro seja bom, por mais que ela goste do ambiente da empresa, ela vai ficar infeliz em algum momento, vai sentir esta infelicidade de não estar plena. E esta infelicidade vai passar para o seu corpo e vai gerar uma disfunção, surgindo uma doença.
 
Esta pessoa está pagando também com a liberdade porque ela não consegue ser livre para fazer o que realmente quer, porque ela se sente presa a uma situação confortável e não consegue criar um plano para realizar o que ela deseja. Ela não precisa sair feito louca abandonando tudo, mas ela pode mudar a realidade externa se fizer um alinhamento com a realidade interna dela. O fato é que existe um desalinhamento interno e ela não está conseguindo ver claramente como fazer o alinhamento.
 
Aquilo que parece uma zona de conforto na verdade, para ela, está ficando cada dia mais desconfortável e cada dia mais difícil de resolver. Com isto a pessoa B vai perdendo cada vez mais a liberdade de se expressar e viver plenamente a sua vida. Ela paga com a Espiritualidade dela porque a Espiritualidade é expansão de consciência e conexão com o divino, sutil, invisível e grandioso,.. ela paga com o comprometimento da sua espiritualidade porque vai chegar um momento em que ela começa a ter pensamentos do tipo "que deus é esse que me faz passar por isso, que não me permite viver plenamente"... ela vai fazer isto em algum momento da vida, o que vai interromper o seu crescimento espiritual.
 
Ela vai pagar em dinheiro também porque ela poderia estar faturando 10x mais, 100x mais, quantas vezes mais ela mesma determinasse, se ela conseguisse fazer este alinhamento da realidade externa com a realidade interna dela, ela viveria de uma outra forma e ela se sente presa aquela realidade que é confortável, que traz segurança e, realmente, não é fácil de abandonar.

Então... qual é o preço que você está pagando pelo seu dinheiro?

De uma forma ou de outra todos nós, adultos, temos dinheiro, todos nós temos acesso a esta energia chamada dinheiro, uns mais, outros menos, mas todos temos.
 
Alguns de nós tem a chamada estabilidade, recebe uma mesma quantia todos os meses. Alguns de nós recebe uma quantia um pouco mais alta em um mês, depois passa dois ou três meses sem receber nada, no outro mês recebe um pouco, não tem uma regularidade, mas seja como for, todos nós precisamos de dinheiro para sobreviver...

E todo Ser Humano tem o direito sagrado de ter dinheiro para viver plenamente.

Para sobreviver nós precisamos de uma quantia de dinheiro que para uns é um pouco mais, para outros um pouco menos, mas é sempre um percentual do todo.
 
Para viver plenamente, para se sentir pleno, para se sentir livre... não importa se você é empregado, empregador ou empreendedor, não importa se a sua mente é de empregado ou se você tem uma mente de empreendedor, isso não importa... o que importa é que, se você quer apenas sobreviver, somente atender suas necessidades básicas, você vai precisar somente de um percentual de dinheiro, não vai precisar de muita coisa... uns mais outros menos mas não vai precisar de muita coisa.
 
Agora, se você quer viver plenamente você precisa de abundância, você precisa ter TODOS OS DIAS MUITO MAIS DINHEIRO Á SUA DISPOSIÇÃO QUE VOCÊ DÁ CONTA DE GASTAR.
 
É isto que você precisa se você quer viver plenamente, não importa se você é empregado, empreendedor ou empregador, não importa qual é o seu perfil. Isto só tem importância para o seu autoconhecimento, para você saber como é o seu mindset, como a sua mente funciona, o que faz você feliz.
 
Se você me disser, o que me faz feliz é ser empregado, eu preciso disto, eu sinto segurança, eu gosto de sair de casa todos os dias e ir para a empresa, gosto de ter colegas de trabalho, gosto do papel de empregado, não penso em ser dono de empresa, não quero isto para mim... então procure se harmonizar com esta decisão e entenda que você é feliz assim.
 
Mas isto não significa que você não deva ser bem remunerado. Você vai buscar o melhor emprego, o melhor cargo, a melhor empresa, você vai escolher a empresa que você quer trabalhar, você tem que cuidar disto e pode projetar a sua plenitude sendo empregado. Não tem nada de errado nisto.
Mas se você tem uma mente empreendedora e quer investir nas suas ideias, ter o seu próprio negócio, o que importa é saber como a sua mente funciona e o que vai fazer você feliz.
 
O importante é você saber se você é feliz como empregado ou como empreendedor. Conheça o seu perfil, entenda bem o seu perfil e trabalhe em cima disso, faça o seu planejamento.

Para facilitar siga estes passos...

Passo 1 - Clareza de Mindset
Comece respondendo a você mesmo esta pergunta... como me sinto?
Eu sou feliz como empregado?
ou ...
Eu sou feliz com o meu próprio negócio?
 
A pessoa que tem Mentalidade de Empregado busca por segurança, se adapta bem à rotina, gosta de fazer parte de uma hierarquia, precisa ter uma chefia a quem recorrer, entre outras características.
A pessoa de Mentalidade Empreendedora gosta de saber que é livre para escolher seu horário de trabalho, não se adapta à rotina, gosta de estar no comando, tem várias ideias e sente a necessidade de colocar em prática, normalmente não se preocupa muito com segurança.
 
Passo 2 - o Preço do Seu Dinheiro
Qual o preço que você está pagando hoje pelo seu dinheiro?
Você sabe responder esta pergunta? Pense sobre isto.
 
Você está pagando um preço justo pelo seu dinheiro?
 
Procure lembrar que em troca do dinheiro que você recebe você entregará um bem irrecuperável, que é o tempo.
 
Passo 3 - Compras Mentais
Qual a quantia em dinheiro que, se você tiver por dia, você não daria conta de gastar tudo, todos os dias?

Vamos fazer um Exercício?

Pense num valor mensal que você gostaria de ganhar e divida por 30 para chegar no valor diário.
Agora faça a si mesmo a pergunta... Será que eu daria conta de gastar esta quantia todos os dias?
 
Imagine que você acorda todas as manhãs e tem como missão gastar aquele volume de dinheiro durante o dia, não pode sobrar nenhum saldo e não pode gastar mais do que aquele valor, tem que chegar no final do dia com a missão cumprida. 
 

Sugestão de como fazer este exercício:

  1. Reserve um período do seu dia para fazer "COMPRAS MENTALMENTE".
  2. Todos os dias, pela manhã ou à noite, faça uma lista de compras mentalmente. Imagine que você está comprando os produtos, veja o momento em que você está pagando pelos produtos e perceba como você se sente ao escolher os produtos e como você se sente ao pagar os produtos. Veja, na sua tela mental, quanto você pagou por cada produto.
  3. Escolha um caderno ou uma agenda para registrar tudo isto e faça um dossiê dos resultados deste exercício.
  4. Quando terminar as compras mentais do dia anote o valor que você gastou em compras mentais naquele dia. Seja honesto com você, anote o valor que você realmente viu na sua tela mental enquanto fazia as compras mentais.
  5. Repita o exercício por 7 dias seguidos, sem interromper e registre tudo em seu caderno.
  6. No final dos 7 dias de exercício analise os seus registros. Se foi muito fácil gastar todos os dias aquele valor que você determinou no primeiro dia, dobre o valor e repita o exercício por mais 7 dias.
  7. Repita estes passos até que você chegue num valor que você não consegue dar conta de gastar todos os dias, nem mesmo em compras mentais.
Pense em como você vai gastar este dinheiro diariamente. Você vai comprar roupas, sapatos, perfumes, carros, casas, viagens, restaurantes mais caros, presentear pessoas, talvez um curso que você deseja muito, enfim pense em todas as formas de gastar e faça suas compras mentalmente todos os dias.
 
Coloque sua atenção aos valores das compras mentais, anote tudo e procure perceber o que você SENTE em cada compra mental que fizer e, principalmente, cada vez que você estiver realizando um pagamento mentalmente.

Este exercício muda a percepção que temos sobre o Valor do Dinheiro.

Depois faça contato e me conta como foi o exercício. Ótimas "Compras Mentais" para você!

Marketing Espiritual Consultoria

Comentários

Experimente Agora... Decida Depois!
Seguir

Querendo dar um Novo Rumo para sua Vida?

O Spiritual Coaching mostra o Caminho!

Independente da religião que você pratica.

Clique no Botão "Agendamento Online", escolha um horário e vamos conversar.

Leve a Espiritualidade para os Seus Negócios e Aumente sua Renda e seus Lucros!

Coach BhiaBeatriz
Consultoria de MarketingEspiritual

O Spiritual Coaching vai LIBERTAR a Sua Essência!

 

 

Últimos Artigos

Qual é a Sua Intenção?

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

O Preço do Dinheiro

quarta-feira, 27 de setembro de 2017




Eu Uso e Recomendo


Desperte seu Arqueiro Interno

Por Que Fazer Marketing Espiritual?

Porque com a prática diária do Marketing Espiritual sua mensagem vai chegar SEM ESFORÇO nas pessoas certas, aquelas que estão em busca dos serviços ou produtos que você oferece. Cadastre seu e-mail para LIBERAR a VídeoAula!